Segunda, 27 de Setembro de 2021 12:28
99963-4122
LOCAL Incoerência

Santo Antônio do Amparo, avança para Onda Amarela, mesmo com aumento expressivo de casos de covid

Em uma semana cidade teve 80 novos casos e três internações pela infecção de covid 19

22/05/2021 06h41 Atualizada há 4 meses
541
Por: Redação
Santo Antônio do Amparo, avança para Onda Amarela, mesmo com aumento expressivo de casos de covid

Santo Antônio do Amparo, que faz parte da microrregião de Oliveira, avançou nesta quinta-feira (20) para a onda amarela do Programa Minas Consciente, do Governo de Minas Gerais, mesmo tendo registrado 80 novos casos em uma semana, o que demonstra a incoerência e atraso das decisões dos governos sobre a pandemia.

Já a microrregião de São Sebastião do Paraíso, que abrange seis cidades, regrediu para a onda vermelha.

As decisões foram tomadas pelo Comitê Extraordinário Covid-19, do Governo de Minas, que analisa semanalmente os indicadores da Covid-19 no estado. A macrorregião Sul, onde estão a maioria das cidades da região, permanece na onda vermelha do programa.

Nesta quaarta-feira (19), o prefeito de São Sebastião do Paraíso (MG), Marcelo Morais (PSC), decretou um toque de recolher no município após as 20h para restringir a circulação de pessoas. Os estabelecimentos comerciais poderão funcionar por delivery.

No estado, apenas a macrorregião do Jequitinhonha regrediu para a onda vermelha devido à piora nos indicadores.o

Conformeo governo, os números gerais do estado apontam para uma melhora dos indicadores. O número de solicitações de internação em UTIs Covid teve queda de 6,71% nas últimas quatro semanas. Atualmente, a ocupação é de 78%, índice 3% menor que na semana anterior. A taxa de positividade se mantém estável em 37%, o que mostra a tendência de platô da pandemia.

Ainda segundo o governo, os dados já revelam uma queda importante no número de óbitos entre a população que recebeu as duas doses. Entre as pessoas de 90 anos ou mais, a taxa que era de 8,1%, no início da pandemia, caiu para 2,9%. Já para os que têm de 80 a 89 anos a redução foi de 21,7% para 9,8%. Na população de 70 a 79 anos, a taxa de óbitos diminuiu de 28,8% para 16,2%.

Ele1 - Criar site de notícias