Quinta, 26 de Maio de 2022 11:33
99963-4122
Geral Política

Governo empurra para março decisão sobre reajustes de servidores

.

24/01/2022 09h45
95
Por: Redação
Governo empurra para março decisão sobre reajustes de servidores

A sanção do Orçamento 2022 pelo governo deixou claro que o Palácio do Planalto jogou a decisão sobre reajustes salariais para servidores federais para o fim de março. Por ser ano eleitoral, março é o prazo limite para definir gastos desse tipo.

O Orçamento traz previsão de R$ 1,7 bilhão para reajustes. O valor, apesar apesar de não estar 100% confirmado para esse fim, é originalmente reservado para carreiras de segurança: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Departamento Penitenciário Federal (Depen).

Segundo auxiliares próximos do presidente Jair Bolsonaro, ele foi convencido temporariamente pela equipe econômica a não dar reajustes a apenas algumas categorias neste ano, por conta da pressão de outras categorias, que querem tratamento isonômico e chegaram a entregar cargos de confiança.

Mas as mesmas categorias policiais, próximas do presidente e com grande capacidade de pressão, insistem que Bolsonaro precisa cumprir a promessa de reorganizar as carreiras, dando o reajuste.

Na sanção do Orçamento, um novo fato surgiu em relação a possíveis reajustes para servidores. Bolsonaro vetou R$ 3,18 bilhões previstos para despesas dos ministérios em geral. Com isso, economistas ouvidos pelo blog entendem que há uma possibilidade de o governo tentar usar parte dessa recomposição de recursos para outros reajustes e benesses a servidores. Alertam, entretanto, que não há espaço para um reajuste linear a todos os servidores.

Ele1 - Criar site de notícias