Tapwear
Águas
TERRAKASA IMOBILIÁRIA
CRISE E OVO

Estado não paga e hospitais são obrigados a trocar carne por ovo em Minas Gerais

Os hospitais João XXIII e o Infantil João Paulo II foram afetados pela troca do alimento.

02/08/2019 07h32
Por: Redação
Fonte: G1

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) anunciou, nesta quinta-feira (1º), que, por causa da crise financeira, o ovo foi colocado no cardápio em substituição à carne para os funcionários. A empresa fornecedora fez a troca por falta de pagamento.

Os hospitais de Pronto-Socorro João XXIII, o Infantil João Paulo II e o Júlia Kubitschek, em Belo Horizonte, foram afetados pela troca do alimento.

De acordo com o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde Minas Gerais, que representa os trabalhadores, 21 unidades hospitalares na capital mineira e no interior foram afetadas. A diretora executiva do Sind-Saúde informou, ainda, que a dívida chegaria a R$ 10 milhões e é desde janeiro.

 

A Fhemig informou que está se empenhando junto ao Tesouro Estadual para regularizar os pagamentos junto ao fornecedor e conseguir normalizar as refeições nas unidades atendidas pela empresa.

Jair Bastos, um dos sócios da Cook Empreendimentos em Alimentação Ltda., disse à reportagem que não recebeu do governo de janeiro a junho deste ano e que a dívida está em torno de R$ 9,5 milhões. A dívida é maior porque o mês de julho também não foi pago.

Segundo Bastos, mesmo com o pagamento em atraso por parte do estado, não houve demissões de funcionários e nem a suspensão do serviço.

O empresário disse ainda que a Fhemig depositaria R$ 2 milhões até esta sexta-feira (2) e, que, caso o dinheiro caísse em conta, a carne retornaria ao cardápio para ser servida aos funcionários.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários