amparense
Tapwear
TERRAKASA IMOBILIÁRIA
Impactos negativos

Impactos das condições climáticas na lavoura do café são discutidos em fórum da Cooxupé

Segundo produtores, clima interferiu diretamente na safra do café arábica deste ano.

21/08/2019 12h38Atualizado há 4 semanas
Por: Redação
Fonte: reprodução: g1/suldeminas

Os impactos das condições climáticas na lavoura do café foram discutidos em um fórum realizado nesta terça-feira (20) em Guaxupé (MG).

"Se hoje nós sairmos a campo, nós vamos ver muitas floradas, e essas floradas estão sendo produzidas numa época que não é a desejada", disse o presidente da Cooxupé, Carlos Augusto Rodrigues de Melo.

Segundo o presidente da Cooxupé, a Cooperativa Regional dos Produtores de Gauxupé, o clima interferiu diretamente na safra do café arábica deste ano, que será menor que a prevista. Conforme ele, ele também já começa a interferir na próxima safra.

"A de 2020 que se fala em uma safra tão grande por conta da bienalidade, nós no nosso entendimento, entendemos que ela não atingirá nem o que foi a safra de 2018, que foi considerada uma safra grande", disse o presidente da cooperativa.

O climatologista do Instituto Nacional de Meteorologia explica que essas variações climáticas têm sido cada vez mais frequentes e impactam diariamente na agricultura.

"Principalmente nas ondas de calor, no comportamento de temperaturas extremas, mais para mais, mais para menos, os temporais que têm ocorrido muito, o comportamento por exemplo das estações do ano, os veranicos mais prolongados, antes a gente tinha estiagem de sete dias, quinze dias no máximo, hoje as estiagens são de 15 dias a 30 dias, são variações bruscas que estão ocorrendo, que a população está sentindo e o setor agrícola, que também sente bastante, é o mais prejudicado", disse o chefe de previsão do Inmet, Francisco Assisi Diniz.

O clima varia e a produção também. Os grãos desta safra não alcançaram a qualidade desejada. Agora o cafeicultor já espera uma safra menor que a prevista para o ano que vem.

"Não foram balanceadas as chuvas, não foram bem distribuídas quando mais precisávamos. A falta de chuva na hora certa compromete o resultado como aconteceu não só aqui, que poderia ter um resultado um pouco melhor e a falta de chuva projeta não só para esta safra, mas para o ano vindouro", disse o cafeicultor Donizete Delorenzo Ribeiro do Valle.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários