TERRAKASA IMOBILIÁRIA
Tapwear
Águas
Golpe no "zap zap"

Estelionatários fizeram vítimas na região com golpe pelo whatsapp

PM dá dicas como evitar cair em golpe

28/09/2019 11h32
Por: Redação
Fonte: 8º Batalhão PM/MG

2 homens procuraram a PM em Lavras, informando que haviam sido vítimas de estelionato.

Um advogado de 29 anos contou que havia recebido uma ligação de uma cliente, o questionando sobre mensagens que ele teria enviado via WhatsApp para ela.

Outros amigos e clientes também entraram em contato com ele, indagando sobre uma mensagem em seu nome, a qual solicitava que fossem feitas transferências bancárias a seu favor.

Ele então concluiu que seu aplicativo havia sido clonado e estava sendo usado por estelionatários, comunicando seus contatos individualmente, publicando o ocorrido também em sua rede social.

O segundo homem de 57 anos informou que é cliente do rapaz e que ao receber a mensagem, acreditou ser verdadeira a solicitação, transferindo R$ 1.300,00.

Só mais tarde, após ter acesso ao comunicado divulgado nas redes sociais, é que descobriu que havia caído em um golpe.

O fato foi registrado e anunciado à polícia investigativa para que providências sejam tomadas.

DICAS PM: 


SAIBA COMO FUNCIONA O GOLPE VIA APLICATIVO CLONADO

Alertamos a todos para que atentem ao golpe de clonagem do aplicativo WhatsApp.

Nesta modalidade os criminosos obtêm dados da vítima, por meio de uma conta de telefone interceptada ou de um anúncio. Adquirem um novo chip e após habilitação, conseguem usar o WhatsApp com o mesmo número e perfil.

Com isso, o infrator se passa pela pessoa, conversa com os contatos dela e pede algum tipo de ajuda financeira, alegando precisar fazer um depósito ou outra transação bancária.

Quando o aplicativo é instalado em outro aparelho, o usuário original não consegue mais acessar a plataforma e até ele descobrir que aquele problema aparentemente técnico se trata de um golpe, várias pessoas já poderão ter caído.

Para evitar a fraude, orientamos os usuários a realizarem um procedimento simples de segurança no próprio aplicativo. Basta entrar em “configurações” do WhatsApp, depois em “conta” e “verificação em duas etapas”.

A partir deste ponto, o aplicativo vai pedir a criação de uma senha ou “PIN” com seis dígitos, e também um e-mail, que servirá para recuperar esses números, em caso de esquecimento.

Essa medida é uma segurança da própria plataforma, sendo que ao instalar o aplicativo em outro aparelho, será necessária a senha, o que dificultará para o infrator.

É muito importante que todos tenham muito cuidado com seus dados pessoais, pois de posse deles é que os criminosos atuam. Por isso:

Evite divulgar seu contato nas redes sociais.

Guarde todas as suas contas e faturas que contenham seus dados.

E nunca repasse qualquer tipo de informação a pessoas estranhas.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários