TERRAKASA IMOBILIÁRIA
Tapwear
Águas
DELEGACIA VIRTUAL

Boletim de ocorrência de furto agora pode ser registrado virtualmente

Por meio do aplicativo MG App ou pelo site da Delegacia Virtual, cidadão pode fazer o registro sem precisar se deslocar até uma unidade policial

05/03/2020 06h38
Por: Redação
Fonte: AGÊNCIA MINAS
183

A partir de agora, os cidadãos que precisarem registrar boletim de ocorrência para casos de furto podem solicitar o documento por meio do MG App, aplicativo do Governo de Minas Gerais, ou pelo site da Delegacia Virtual. Com a inclusão do serviço em meio digital, o processo se torna mais ágil e cômodo, já que não é necessário comparecer a uma unidade policial para documentar o fato.

Ao criar um registro de furto, o cidadão se compromete com a veracidade dos dados informados. Todos os registros são certificados e monitorados pela equipe de Análise Criminal da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). Após a validação, o responsável pela ocorrência recebe o link do boletim por e-mail.
 

Uma observação importante é que, caso a vítima tenha conhecimento de quem é o responsável pelo furto, esta deve se dirigir a uma unidade policial. Apenas os casos de furto sem identificação de suspeito é que devem seguir para a Delegacia Virtual.


A Delegacia Virtual é um serviço de solicitação de registro de ocorrências, disponível para computadores e celulares para fatos ocorridos em Minas Gerais, no prazo de até 30 dias.

Até 2019, quando completou cinco anos, o serviço atingiu a marca de 1.099.340 registros realizados. A ocorrência com maior registro é “extravio de documentos”, o que representa 68% dos fatos, seguido de “acidente de trânsito sem vítima”, com 25,2%, e “extravio de objetos pessoais”, com 5,6%. Os dois últimos são “danos”, com 0,6%, e “comunicação de pessoa extraviada ou desaparecida”, 0,2%.

No último ano, a Delegacia Virtual registrou, no total, 239 mil ocorrências em todas essas modalidades. Em janeiro deste ano, já foram 20 mil ocorrências encaminhadas.

O chefe da PCMG, delegado-geral Wagner Pinto, ressalta a importância da nova funcionalidade para a otimização dos recursos de investigação qualificada. “É importante deixar claro que existe tanto o registro virtual quanto o presencial, ambos contêm um notícia-crime que irá culminar em uma investigação policial. Apenas o registro do crime que é presencial ou não. Sendo assim, a PCMG conta com um sistema de análise criteriosa de todas os registros, de modo a garantir a consistência das ocorrências”, diz.

O delegado lembra, ainda, a diferença do crime de furto para o de roubo. Furto é “a subtração de coisa alheia móvel sem violência ou ameaça contra a pessoa”. Os casos de roubo, portanto, permanecem sendo registrados exclusivamente na modalidade presencial.

O superintendente de Informações e Inteligência Policial da PCMG, delegado Ivan José Lopes, destaca a geração de mais economia para o Estado, considerando que a iniciativa vai ao encontro da política de simplificação do Governo de Minas. . “Entendemos que a nova funcionalidade da Delegacia Virtual vai trazer mais comodidade ao cidadão e desonerar as nossas delegacias e as unidades da Polícia Militar", observa.

Segundo o superintendente Central de Canais de Atendimento da Seplag, Reginaldo Gonçalves, o governo estadual tem buscado, por meio do Projeto Estratégico Minas Atende, lançado em 2019, ampliar os canais de atendimento e aproximar o cidadão do Estado.

"Trabalhamos em parceria com os órgãos e entidades estaduais com esse objetivo, buscando incorporar novas funcionalidades no aplicativo. Agora, conseguimos ampliar o boletim de furto para o MG App. Também no aplicativo, disponível para Android e iOS, é possível encontrar uma gama de serviços públicos para facilitar a vida do cidadão mineiro", explica Gonçalves.

MG App

No MG App para Android, a nova funcionalidade entrou no ar a partir desta quarta-feira (4/3). Em breve, estará disponível também para iOS.

Para registrar o boletim pelo aplicativo, o usuário deve clicar no menu “Segurança”, opção na qual também são disponibilizados outros serviços da Delegacia Virtual, como registro de acidente de trânsito sem vítima, extravio de documentos e objetos pessoais.

O MG App, coordenado pela Seplag e desenvolvido pela Prodemge, disponibiliza diversos serviços para o cidadão, como emissão de extratos de multas de trânsito e consulta da situação do veículo, agendamento de doação de sangue, emissão de documentos, consulta ao histórico de contas da Cemig e da Copasa, entre outras funcionalidades.

Cerca de 250 mil usuários utilizam o aplicativo mensalmente, que está disponível gratuitamente para Android e iOS. Ao todo, mais de 800 mil downloads já foram realizados.

Minas Atende

Com o objetivo de aproximar o cidadão dos serviços públicos, simplificar a prestação de serviços e torná-la mais dinâmica e ágil, o Governo de Minas Gerais lançou, em 2019, o Programa Minas Atende. O projeto, operacionalizado pela Seplag, atua em diferentes frentes, como inovação nos serviços públicos, aprimoramento dos canais de atendimento e disponibilização de novas plataformas, ampliação da cobertura de telefonia móvel para acessar os serviços do Governo do Estado on-line, e incentivo aos órgãos e entidades a prestarem melhores serviços para os usuários.

Entenda como funciona o serviço

Com acesso por meio do endereço delegaciavirtual.sids.mg.gov.br, a Delegacia Virtual tem links de atalho também nos sites da Polícia Civil de Minas Gerais e do Detran-MG. Pode ser acessada, ainda, pelo aplicativo do Governo do Estado – MG App.

O registro de ocorrências na Delegacia Virtual é feito com o preenchimento de formulários que são apresentados na tela de forma gradativa. Todo o processo é intuitivo, e o procedimento é formatado para garantir o fácil entendimento de qualquer pessoa.

Após o envio dos dados ao sistema, a ocorrência passará por uma triagem. Em até 15 minutos, é emitida uma mensagem ao solicitante com o número do Registro de Eventos de Defesa Social (Reds), antigo boletim de ocorrência, e a forma de acessá-lo no site do Sistema Integrado de Defesa Social (Sids). Com esse acesso, será possível imprimir o Reds. Se os técnicos da triagem tiverem alguma dúvida sobre a ocorrência, o cidadão será orientado a procurar uma delegacia.

Essa triagem dos registros feitos pela Delegacia Virtual é feita por uma equipe de policiais e analistas, que trabalha 24 horas, em esquema de plantão, na sede da Superintendência de Informações e Inteligência Policial (SIIP).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
cAFÉ
Slim Centro
Supermercado JA
Droga rede
Municípios
Agro Sucesso
Últimas notícias
espaço vazio
espaço vazio
espaço vazio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio