Águas
Tapwear
TERRAKASA IMOBILIÁRIA
CRIME BRUTAL

Suspeito de homicídio do sogro do prefeito de São Francisco de Paula era funcionário da vítima

Suspeito era funcionário da vítima e matou porque queria receber dias trabalhados, diz delegado

11/03/2020 06h12
Por: Redação
483

O suspeito confesso de agredir até a morte um idoso de 80 anos, em São Francisco de Paula, era funcionário da vítima e disse à polícia que a motivação do crime está ligada a uma cobrança de dois dias trabalhados. A informação foi divulgada nesta terça-feira (10) em uma coletiva, onde o delegado Flávio Braga deu mais detalhes sobre o caso.

O investigado de 26 anos foi preso na última sexta-feira (6), um dia depois de ter cometido o crime, registrado no dia 5 de março. Na mesma ocasião em que ele matou o idoso, ele também tentou matar um colega de trabalho de 39 anos, que era o caseiro da vítima. Ele foi agredido com um facão e teve mais de 80% do corpo queimado. A vítima permanece no Hospital João XXIII em estado grave, segundo boletim da unidade informado à polícia.

De acordo com o delegado, o suspeito confessou ter cometido o homicídio e não informou a participação de outras pessoas. A polícia segue com a investigação, no entanto, acredita que o suspeito tenha agido sozinho. Flávio Braga informou que o rapaz tem passagens por tentativa de homicídio, roubo, tráfico de drogas e que saiu do presídio no ano passado.

 

Ainda segundo o delegado, o suspeito contou em depoimento que estava sob efeito de drogas quando foi até o sítio da vítima para cobrar dois dias de trabalho. Ao solicitar o pagamento, a vítima disse que não tinha dinheiro naquele momento para pagá-lo. Ele então fingiu ter ido embora, mas voltou ao local com um facão e começou a agredir o idoso e o caseiro.

Ação conjunta

Segundo a Polícia Militar (PM), a identificação do suspeito ocorreu após uma força-tarefa montada entre militares e a Polícia Civil. O suspeito é de Oliveira e foi encontrado debaixo de uma ponte no Bairro São Sebastião.

 

O crime

 

A vítima e o funcionário foram rendidos no sítio na última semana. O corpo da vítima foi encontrado com diversos sinais de agressões, cortes na cabeça, orelha e braços e ainda foi amarrado pelos pés com uma corda. A perícia foi ao local para apurar o caso. A funerária também compareceu e encaminhou o corpo para Campo Belo.

O caseiro foi agredido com um facão, teve o corpo coberto por gasolina e, em seguida, o suspeito ateou fogo e o prendeu dentro de uma kombi. Logo após, ele fugiu usando o carro da vítima.

O trabalhador conseguiu quebrar o vidro traseiro do veículo e seguiu até a rodovia que fica próxima ao sítio, onde pediu ajuda. Ele foi socorrido por uma ambulância municipal até Oliveira e em seguida foi levado para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde permanece internado.

 

Ari Barbosa Lima, de 80 anos foi brutalmente assassinado.

 

Veículo localizado

 

O veículo da vítima, usado na fuga do autor do crime, foi localizado em uma estrada vicinal que dá acesso à comunidade de Bocaina, em Cláudio. Segundo a PM, uma testemunha entrou em contato com com a Polícia pelo 190 e informou que o veículo estava no local.

Em deslocamento, a PM foi até a estrada e registrou um Boletim de Ocorrência. Os militares informaram que a chave ainda estava na ignição. O carro foi removido e levado para um depósito em Cláudio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.